13.5.07

Meu último post me rendeu a declaração de amor mais linda do mundo.
Te amo, Fer.
.
"Se se ama alguém com muita força, amam-se também todas as coisas que pertencem a essa pessoa, as roupas que ela porta e, ainda mais, seu rosto, suas mãos e todas as partes de seu corpo. Sempre desejamos ter tudo dela; uma parte para fazê-la também parte de nós mesmos, ou seja, eu poderia devorar por amor.
(citado por Havellock Ellis)

O tic-tac;
Os primeiros cabelos, pequetitos, quando a testa acaba;
A sandália que anda sozinha;
Os pés esticados, quando espreguiça;
O Esquilo;
A mão com pinta!;
A mão sem pinta! (Tem de todos os estilos);
As costas;
Ah, as costas!;
O colo;
O palm-top;
O NARIZ!!!;
A biblioteca, "gigantesca", vários armários ocupados;
Os pitorescos estilos de dança;
A gargalhada;
A gargalhada delícia e que contagia;
A gargalhada que me mata de saudades;
O humor;
A inteligência;
Quando a calma aparece;
Quando a ira cede e a razão desponta;
Quando abre os olhos de manhã e dá um tchau;
O sorriso com a cara amassada de tanto dormir;
A cabeça encostada no meu peito;
A mãozinha que não para de fazer carinho;
As coxas...;
O sapato que o ex deu - mas ele teve bom gosto mesmo;
O colar que eu dei - com muito mais bom gosto;
O queixo tremendo quando ela chora;
O olho molhado, com os cílios colados;
O sorriso quando ela me vê chegar e apressa o passo pra me abraçar mais rápido;
Meu passo apertado, meu peito apertado, pra abraçar mais rápido.

Eu poderia devorar por amor".

Um comentário:

Marina disse...

Lindo.