27.7.12


Jacques Lacan procurou introduzir a peste, a subversão e a desordem no âmago de um freudismo moderado do qual era contemporâneo. 

(ROUDINESCO, 2008)

- I live in Notting Hill. You live in Beverly Hills. Everyone in the world knows who you are, my mother has trouble remembering my name. 
- Fine... but the fame thing isn't really real, you know? And don't forget: I'm also just a girl, standing in front of a boy, asking him to love her.


Notting Hill «Im Just a Girl» film clip por Flixgr

26.7.12



Buquê de presságios, de Marcelo Montenegro

De tudo, talvez, permaneça
o que significa. O que
não interessa. De tudo,
quem sabe, fique aquilo
que passa. Um gerânio
de aflição. Um gosto
de obturação na boca.
Você de cabelo molhado
saindo do banho.
Uma piada. Um provérbio.
Um buquê de presságios.
Sons de gotas na torneira da pia.
Tranqueiras líricas
na velha caixa de sapato.
De tudo, talvez, restem
bêbadas anotações
no guardanapo.
E aquela música linda
que nunca toca no rádio.

25.7.12

Arte de Amar

Metidos nesta pele que nos refuta,
Dois somos, o mesmo que inimigos.
Grande coisa, afinal, é o suor
(Assim já o diziam os antigos):
Sem ele, a vida não seria luta,
Nem o amor amor.

José Saramago
Amei tanto (Vinicius de Moraes)

Nunca fui covarde
Mas agora é tarde
Amei tanto
Que agora nem sei mais chorar

Vivi te buscando
Vivi te encontrando
Vivi te perdendo
Ah, coração, infeliz até quando?
Para ser feliz
Tu vais morrer de dor

Amei tanto
Que agora nem sei mais chorar

Nunca fui covarde
Mas agora é tarde
É tarde demais enfim
A solidão é o fim de quem ama
A chama se esvai, a noite cai em mim
Subversiva
A poesia
quando chega
não respeita nada.
Nem pai nem mãe.
Quando ela chega
de qualquer de seus abismos
desconhece o Estado e a Sociedade Civil
infringe o Código de Águas
relincha
como puta
nova
em frente ao Palácio da Alvorada.
E só depois
reconsidera: beija
nos olhos os que ganham mal
embala no colo
os que têm sede de felicidade
e de justiça.
E promete incendiar o país.

Ferreira Gullar
A desconsoladora

Mulher, eu te procuro continuamente. É mais fácil achar Deus do que te achar.

Tenho por ti uma grande atração e repulsão - ao mesmo tempo.

Eu adormeço com teu amor e deperto com o ódio a ti. E te destruo e te construo a todo o instante.

Hás de me perseguir até a imortalidade. A paz da mulher não é a paz de Deus.

A mulher não é o amor. A poesia é o amor. A poesia da ausência da mulher é equivalente à poesia da posse da mulher.

Murilo Mendes
Aceitarás o amor como eu o encaro ?
......Azul bem leve, um nimbo, suavemente
Guarda-te a imagem, como um anteparo
Contra estes móveis de banal presente.

Tudo o que há de melhor e de mais raro
Vive em teu corpo nu de adolescente,
A perna assim jogada e o braço, o claro
Olhar preso no meu, perdidamente.

Não exijas mais nada.
Não desejo Também mais nada,
só te olhar, enquanto A realidade é simples,
e isto apenas.

Que grandeza... a evasão total do pejo
Que nasce das imperfeições.
O encanto que nasce das adorações serenas.

Mário de Andrade
Corpo

Adorei teu corpo,

Tombei de joelhos.
Escostei a fronte,
O rosto, em teu ventre.
Senti o gosto acre
De santidade
Do corpo nu.
Absorvi a existência,
Vi todas as coisas numa coisa só,
Compreendi tudo desde o princípio do Mundo.

Dante Milano
Há doenças piores que as doenças,
Há dores que não doem, nem na alma
Mas que são dolorosas mais que as outras.
Há angústias sonhadas mais reais
Que as que a vida nos traz, há sensações
Sentidas só com imaginá-las
Que são mais nossas do que a própria vida.
Há tanta coisa que, sem existir,
Existe, existe demoradamente,
E demoradamente é nossa e nós...
Por sobre o verde turvo do amplo rio
Os circunflexos brancos das gaivotas...
Por sobre a alma o adejar inútil
Do que não foi, nem pôde ser, e é tudo.
Dá-me mais vinho, porque a vida é nada.

Fernando Pessoa
Princípios

Podíamos saber um pouco mais
da morte. Mas não seria isso que nos faria
ter vontade de morrer mais
depressa.

Podíamos saber um pouco mais
da vida. Talvez não precisássemos de viver
tanto, quando só o que é preciso é saber
que temos de viver.

Podíamos saber um pouco mais
do amor. Mas não seria isso que nos faria deixar
de amar ao saber exactamente o que é o amor, ou
amar mais ainda ao descobrir que, mesmo assim, nada
sabemos do amor.

Nuno Júdice
Porque

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.

Sophia de Mello Breyner
ninguém me canta
como você
ninguém me encanta
como você
nem me vê
do jeito
que só você
de que adianta
ter olhos
e não saber ver
ter voz
mas não não ter o que dizer
digam o que disserem
façam o que quiserem
ninguém diz
ninguém vê
ninguém faz
como você
ninguém me canta
ninguém me encanta
como você

Alice Ruiz
‎"Faça amor, não faça a barba"


Pra sonhar, Marcelo Jeneci



Quando te vi passar, fiquei paralisado. Tremi até o chão como um terremoto no Japão, um vento, um tufão, uma batedeira sem botão... foi assim, viu? Me vi na sua mão. Perdi a hora de voltar para o trabalho, voltei pra casa e disse adeus pra tudo que eu conquistei, mil coisas eu deixei só pra te falar: largo tudo se a gente se casar domingo. Na praia, no sol, no mar ou num navio a navegar, num avião a decolar indo sem data pra voltar, toda de branco no altar. Quem vai sorrir, quem vai chorar? Ave maria, sei que há uma história pra sonhar. 
O que era sonho se tornou realidade: de pouco em pouco a gente foi erguendo o nosso próprio trem, nossa Jerusalém, nosso mundo, nosso carrossel, vai e vem vai e não para nunca mais. De tanto não parar a gente chegou lá, do outro lado da montanha onde tudo começou quando sua voz falou: pra onde você quiser eu vou. Largo tudo se a gente se casar domingo. Na praia, no sol, no mar ou num navio a navegar, num avião a decolar indo sem data pra voltar, toda de branco no altar. Quem vai sorrir, quem vai chorar? Ave maria, sei que há uma história pra sonhar. Pra sonhar. 


obs: Um monte de gente se casando com essa música. Aí o clipe foi feito com várias imagens reais de casamento enviadas pra agência.

24.7.12

sossegue coração 
ainda não é agora
       a confusão prossegue 
sonhos afora

       calma calma 
logo mais a gente goza
       perto do osso 
a carne é mais gostosa



Paulo Leminski
coração
PRA CIMA
escrito embaixo
FRÁGIL


Paulo Leminski

21.7.12

Batidas na porta da frente: é o tempo. Eu bebo um pouquinho pra ter argumento, mas fico sem jeito, calado. Ele ri, ele zomba do quanto eu chorei, porque sabe passar e eu não sei. 

Num dia azul de verão, sinto o vento. Há folhas no meu coração, é o tempo. Recordo um amor que perdi, ele ri, diz que somos iguais, se eu notei, pois não sabe ficar e eu também não sei. E gira em volta de mim, sussurra que apaga os caminhos, que amores terminam no escuro, sozinhos. 

Respondo que ele aprisiona, eu liberto, que ele adormece as paixões, eu desperto. E o tempo se rói com inveja de mim, me vigia querendo aprender como eu morro de amor pra tentar reviver. 

No fundo é uma eterna criança que não soube amadurecer. Eu posso, ele não vai poder me esquecer.

"Resposta ao tempo", Cristóvão Bastos e Aldir Blanc.




Quem és? Perguntei ao desejo. Respondeu: lava. Depois pó. Depois nada.


Hilda Hilst

19.7.12

         essa idéia
ninguém me tira
          matéria é mentira



Paulo Leminski
    essa a vida que eu quero,
querida

          encostar na minha
a tua ferida



Paulo Leminski
        rio do mistério
que seria de mim
        se me levassem a sério?



Paulo Leminski
      Tudo o que eu faço
alguém em mim que eu desprezo
      sempre acha o máximo.

      Mal rabisco,
não dá mais para mudar nada.
      Já é um clássico.



Paulo Leminski
pelos caminhos que ando
 um dia vai ser
   só não sei quando



Paulo Leminski

14.7.12

‎... pense que eu cheguei de leve, machuquei você de leve e me retirei com pés de lã. Sei que o seu caminho amanhã será um caminho bom, mas não me leve.

Chico Buarque

13.7.12

www.opintinho.com.br

9.7.12



Não me ame tanto, eu tenho algum problema com amor demais, eu jogo tudo no lixo - sempre. Não me ame tanto, não posso suportar um amor que é mais do que o que eu sinto por dentro, penso. Desapego corretamente ou incorretamente, um sentimento mesquinho que eu sinto por dentro - tenso. Por isso não me ame, não me ame tanto. Pego tudo, o meu e o seu amor, faço um bolo de amor e jogo fora, ou como e gozo... dentro. Por isso, não me ame, não me ame tanto. (Karina Buhr)

8.7.12

Dizem-me: esse gênero do amor não é viável. Mas como avaliar a viabilidade? Por que o que é viável é um Bem? Por que durar é melhor que inflamar? (Schelling).

6.7.12

O consultório demonstra, os amigos afirmam e um dia a gente acaba acreditando: é impressionante o quanto os homens também sofrem por amor.

5.7.12


Fred Astaire (Clarice Falcão).


Deu pra escutar a canção que tocou pra gente e o meu coração que de repente inventou de sapatear? Ou eu fui louca e tudo foi um grande engano, e eu faço o plano e o contraplano de um filme prestes a acabar? Só pra saber: nesse tal filme de romance, antes que o público se canse você me beija no final? Um sim cai bem, mas não se sinta pressionado porque um beijo obrigado na tela imprime meio mal. Sem problema ser figurante da sua história. E, olha, nem força sua memória, nem nome eu preciso ter. Mas cuidado, me deixa no canto da sala que, se eu tiver alguma fala, eu mudo pra "eu amo você".