11.9.10

Encaixota, encaixota, encaixota. Isso, agora... desencaixota. Tudo. Sozinha. E feliz, porque sofrer não combina com mais nada nessa vida. Sofrer é pra quem não sabe viver. Não pode parar, encaixota. Tira da caixa. Trabalha.
Sofrer, só em movimento.


E a gente vai tomando que, também, sem a cachaça ninguém segura esse rojão.

4 comentários:

Grã disse...

Mesmo com a pitada de uma dorzinha latente, adorei... a vida é mudança! Segue, encaixotando e desencaixotando e - nesse movimento que não pode parar, nesse lamento travestido de otimismo - a gente vai se amando que, também sem um/seu carinho, ninguém segura esse rojão.

Anônimo disse...

Vc sabe o quanto admiro a mulher que você é e que vc tem sido. Sei de todas as caixas (literalmente) que tem carregado rsrsrsrs..... e estou aqui para carregar com vc ou para vc. Vc nao merece e nao precisa carregar sozinha, so precisa aceitar ajuda de quem se importa e quer cuidar.
Amor e beijos, P.

Anônimo disse...

Encaixotando. Desencaixotando.

E ainda tem cada mala que voce precisa aguentar. Tadinha.

Saudade.

Outro P.

Regina disse...

E já temos voluntário pra ajudar a carregar as caixas...muito solidário! Bjs,