7.8.11

... eu te murmuro, eu te suspiro. Eu, que soletro teu nome no escuro.

Nenhum comentário: