28.1.13

A gente termina e volta, eu penso em desistir, não entendo por que entrei nessa... e volto a me apaixonar perdidamente. Minha tese e eu, um caso de amor complicado - e, pelo andar da carruagem, infinito.

Nenhum comentário: