28.1.13

"Aguento mas não garanto". 
Leminski, na variação do lacaniano "eu aguardo. Mas não espero nada".

Nenhum comentário: