20.2.09

Fetichismo
Guilherme de Almeida

Sou fetichista, adoro tudo
que é teu: a página marcada
de um livro; o sono de veludo
da tua lânguida almofada;
um cravo esplêndido e vermelho
que morre; a vida singular
que tu puseste em cada espelho,
ao sortilégio de um olhar;

aquele acorde, aquela escala
que do teu piano andou suspensa
na ressonância desta sala;
a tua lâmpada; a presença
imperativa de um perfume:
o teu chapéu... - tudo afinal
que vem de ti, que te resume,
tem seu prestígio emocional!

E este contato voluptuoso
com tanta coisa evocativa
é tão sensual, tão delicioso
para minha alma sensitiva,
que espero, cheio de ansiedade,
cada momento em que te vais,
e chego mesmo a ter vontade
de que não voltes nunca mais!

3 comentários:

Joanna disse...

nossa,drica. esse é daqueles que dói de tão lindo...!

beijos
jo

Tati disse...

Adoro vir aqui :)

Créme de la Créme disse...

Dri,

Conheci você com a Luciana Santana em um dia de chuva torrencial do Pátio Savassi. O que posso dizer: achei você simpática e bem humorada. Mas agora sou viciada em suas palavras e nas palavras que coloca aquí. Notem que também gosta de Clarice Lipector ( tenho uma alma de Loren). Mas este cometário é só para dizer que te admiro muito.

Beijo grande