6.10.04

A paixão, Reinaldo, é uma fera que hiberna precariamente.

Ana C. Cesar

Nenhum comentário: