8.2.07

Fascínio
Affonso Romano de Sant’Anna
Casado, continuo a achar as mulheres irresistíveis.

Não deveria, dizem.
Me esforço.
Aliás, já nem me esforço.
Abertamente me ponho a admirá-las.
Não estou traindo ninguém, advirto.
Como pode o amor trair o amor?
Amar o amor num outro amor é um ritual que, amante, me permito.

Um comentário:

Carol disse...

E eu amei isso também! :D

E você como tá? Um abraço bem mas beeem forte mandado de longe.