28.8.07

Ana Cristina Cesar

Pergunto aqui se sou louca

Quem quer saberá dizer
Pergunto mais, se sou sã
E ainda mais, se sou eu

Que uso o viés pra amar
E finjo fingir que finjo
Adorar o fingimento
Fingindo que sou fingida

Pergunto aqui meus senhores
quem é a loura donzela
que se chama Ana Cristina

E que se diz ser alguém
É um fenômeno mor

Um comentário:

Pri Lopes disse...

Este poema "autobiografia" da Ana Cristina é um primor. Eu a convido a conhecer o blog que inicio agora com uma amiga "Cinco Espinhos", no qual nos propusemos a expor críticas em forma de literatura. Confira!