28.8.07

O que mais enfurece o vento são esses poetas invertebrados que o fazem rimar com lamento.

Mário Quintana

Um comentário:

Carlão Pacheco disse...

Descobri por acaso. Entrei de propósito. Me encantei por completo. Seu blog é ótimo. Já está nos meus favoritos.