7.11.07

Clarice Lispector

Mas há a vida

que é para ser
intensamente vivida, há o amor.
Que tem que ser vivido

até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

Um comentário:

Ana disse...

eu vim parar aqui pelo Gravataí Merengue e dei de cara com um dos trechos que mais gosto da Clarice. Goistei daqui de cara!
:*