7.5.09

Canta comigo, Mario (mas eu prefiro essa com o Frejat).

"Eu queria ter uma bomba", Cazuza.







Solidão a dois, de dia, faz calor depois faz frio
Você diz "já foi" e eu concordo contigo
Você sai de perto, eu penso em suicídio, mas no fundo eu nem ligo.
Você sempre volta com as mesmas notícias
Eu queria ter uma bomba, um flit paralisante qualquer
Pra poder me livrar do prático efeito
Das tuas frases feitas, das tuas noites perfeitas

Solidão a dois, de dia, faz calor depois faz frio
Você diz "já foi" e eu concordo contigo
Você sai de perto eu penso em homicídio, mas no fundo eu nem ligo
Você sempre volta com as mesmas notícias
Eu queria ter uma bomba, um flit paralisante qualquer
Pra poder te negar bem no último instante
Meu mundo que você não vê, meu sonho que você não crê.

Nenhum comentário: