12.3.10

A caixinha de música da minha vida é prateada, com uma bailarina que dança em cima de um caleidoscópio vermelho e branco quando a gente gira uma chavinha. E toca essa música, que vai ser dela pra sempre. Como palha italiana, nhoque, dar comida aos pombinhos, mexer na caixa de botões e fazer ponto-de-cruz.
Para quem soube ser uma mulher dura, mas uma avó muito, muito, infinitamente doce.



Fascinação
F.D.Marchetti / M.de Feraudy / (Versão Armando Louzada)
Os sonhos mais lindos sonhei. De quimeras mil um castelo ergui. E no teu olhar tonto de emoção, com sofreguidão mil venturas previ. O teu corpo é luz, sedução, poema divino, cheio de esplendor. Teu sorriso prende, inebria, entontece... és fascinação, amor.

4 comentários:

Anônimo disse...

Espero que você esteja bem. Sei o quanto ela valia pra você. Um beijo, te amo.
Nic.

Gabriel disse...

essa musica eh d+, lembro de uma novela hehe
qdo der tbem conheça o meu: www.garotoaventura.zip.net abraço

Danieli Buzzacaro disse...

ah, como eu gostei do seu blog, quiçá como gostei de você.

achei que fosse a unica a gostar de futebol e poesia (sim, todos acham isso estranho e incompatível), bom saber que existe mais alguém.

ainda mais alguém tão encantador.

passearei por aqui mais vezes, se me permitir.

Fernando disse...

D. América já me destratou, já até chegou à violência física, mas vai deixar bastante saudade. Aquele cabelo branquinho, liso, e o sorriso que ela me oferecia quando eu chegava da rua vão fazer falta. Mas é bom pensar que ela viveu e morreu feliz. E isso já é muita sorte pra uma pessoa só.