29.9.04

Entre vista 1 e 2 (ou aquilo que ainda não me perguntaram) (fragmentos)
Elisa Lucinda

- que o homem que habita o meu desejo e o lado mais nobre de minha cama-alma é o mesmo do meu sonho;
- que estou muito acostumada comigo. E quase não brigamos;
- que gosto de luta mas não gosto de briga;
- que todos os beijos na boca são únicos;
- que se eu passar mais de 24 horas num lugarejo com amor, viro nativa, avó, parteira e vizinha;
- que ajo como se fosse viver eternamente e morrer amanhã;
- que sou chegada num trovão e a porção de delicadezas que pode causar sobre um poema.
- que o medo é um defeito físico. Paralisa.

Nenhum comentário: