2.10.08

Contribuição de leitor sempre me deixa feliz demais. Quem mandou esta foi a Carol - que já está ali na barra, em "Gente legal", porque ela é sempre fofa e ótima nos comentários.
.
“Ora, essas coisas psicanalíticas só são compreensíveis se forem relativamente completas e detalhadas, exatamente como a própria análise só funciona se o paciente descer das abstrações substitutivas até os ínfimos detalhes. Disso resulta que a discrição é incompatível com uma boa exposição sobre a psicanálise. É preciso ser sem escrúpulos, expor-se, arriscar-se, trair-se, comportar-se como o artista que compra tintas com o dinheiro da casa e queima os móveis para que o modelo não sinta frio. Sem alguma dessas ações criminosas não se pode fazer nada direito”.
.
Freud, 1910.

2 comentários:

Carolina Assunção (C4 da faculdade) disse...

Oi, Adriane! Sempre visito seu blog, tem um monte de coisa que adoro e é tudo muito inspirador! Agora resolvi me manifestar... Tb amo o Maiakovski, o Manoel de Barros, o Neruda, por aí vai. Obrigada pela oportunidade de reler essas maravilhas e conhecer tantas outras! Beijos para vc e para o Fernando!
Carol

Carol disse...

Que fofa!

Amei!