29.7.09

O Mario diz, irônico, que eu amo tudo e sou uma eterna aniversariante, toda feliz sempre (hahaha!). Não é verdade, Mariozinho. Mas você eu amo mesmo. E Lulu Santos também. Posto então um cara por quem a gente compartilha o amor e que, como você, fica mais legal, mais bonitão, mais talentoso, mais sem jeito, mais sarcástico, mais sumido, mais chato e mais barrigudo a cada ano (você é meio Lulu Santos, Mariozinho, acabei de concluir).
De quebra, escolhi duas músicas que são o máximo. Eu sou muito boa pra você.
Feliz aniversário - da aniversariante.



Tão bem
Ela me encontrou, eu tava por aí, num estado emocional tão ruim - me sentindo muito mal. Perdido, sozinho, errando de bar em bar, procurando não achar. Ela demonstrou tanto prazer de estar em minha companhia que eu experimentei uma sensação que até então não conhecia: de se querer bem, de se querer quem se tem. E ela me faz tão bem, ela me faz tão bem, que eu também quero fazer isso por ela.

Tudo bem
Já não tenho dedos pra contar de quantos barrancos despenquei, e quantas pedras me atiraram ou quantas atirei. Tanta farpa, tanta mentira, tanta falta do que dizer - nem sempre é "so easy" se viver. Hoje eu não consigo mais me lembrar de quantas janelas me atirei e quanto rastro de incompreensão eu já deixei. Tanto bons quanto maus motivos, tantas vezes desilusão... quase nunca a vida é um balão. Mas o teu amor me cura de uma loucura qualquer - é encostar no teu peito, e se isso for algum defeito, por mim, tudo bem.

2 comentários:

Mario Teixeira disse...

beijo, querida...

carolbless disse...

Essa canção embala há doze anos a minha história de amor com meu marido.
Exatamente,a letra do começo ao fim.
Parabéns pelo post!
Carol