8.1.06

:: Ontem ::
.
A aventura de um empregado de escritório (Ítalo Calvino): A Enrico Gnei, empregado de escritório, aconteceu passar a noite com uma bela senhora. Saindo da casa dela, cedo, o ar e as cores da manhã primaveril se abriram diante dele, frescos, tonificantes e novos, e ele tinha a impressão de estar caminhando ao som de música.
.
Para um amor na rua (Elisa Lucinda): (...) Não tenha medo / vem pra casa sem nem telefonar / aqui tem ar, poesia, fé / e tudo que a alegria da alma encerra. / Vem, meu amor, que ouvi dizer que vai estourar a guerra.

Nenhum comentário: